Buscar
  • Pedro Sarmento

ETICS é bom se for bem projetado e aplicado!

Atualizado: 30 de out. de 2019

O ETICS (External Thermal Insulation Composite System), vulgarmente chamado Capoto, é hoje frequentemente utilizado na construção nova e na reabilitação de fachadas.

Tem inúmeras vantagens, sendo as principais a capacidade de isolar termicamente a envolvente opaca dos edifícios por um custo relativamente reduzido.


De uma forma geral, o sistema é composto por uma camada de isolamento térmico contínua, aplicada sobre o suporte existente por colagem e/ou pregagem, e posteriormente revestida com um reboco delgado armado.

O acabamento é tipicamente conferido por uma pintura espessa, de texturas e cores variadas, mas também pode ser com cerâmico ou pedra.


Esquema ETICS "tradicional" (Weber)

O isolamento térmico pode ser de diversos materiais, sendo o mais utilizado e original o EPS (poliestireno expandido, vulgo esferovite). Mais recentemente tem-se vindo a aplicar XPS (poliestireno extrudido), cortiça, lã de vidro/rocha e poliuretano projetado.

As espessuras poderão variar em função da zona climática, altura, requisitos térmicos e construtivos, etc, sendo frequente estarem compreendidas entre 3 e 8 cm.


Existem também diversas marcas fornecedoras dos materiais que constituem o sistema e que diferem essencialmente na qualidade do material em si, no suporte técnico prestado em projeto e em obra, no preço e nas garantias e acreditações.

A Weber é exemplo de uma marca com um suporte técnico muito completo, com diversos recursos disponíveis no seu site e uma grande proximidade comercial a projetistas e aplicadores.


Outras marcas fabricantes/fornecedoras de argamassas têm também demonstrado muita competência nesta área, nomeadamente a Mapei, a Secil Argamassas, a Sika, assim como marcas fabricantes/fornecedoras de tintas, como a CIN (Princol), a Barbot e a original Robbialac (Viero), entre muitas outras.


Alguns aspetos que facilmente ficam esquecidos ou negligenciados, são os remates do sistema, os reforços em zonas frágeis e a proteção contra incêndio.

Para isto, as melhores marcas dispõem de acessórios e de recomendações que possibilitam aos projetistas e aplicadores mais cuidados assegurar uma durabilidade maior do sistema.

O exmplo de uma ficha técnica de ETICS pode ser consultado aqui.


Perfis Weber

Remates do sistema


Hoje em dia praticamente todas as marcas recomendam a utilização de perfis, sendo eles localizados no arranque do sistema, em cantos, no encontro com caixilharias, etc.

A Weber é uma das marcas que tem uma excelente gama de perfis de remate e pode ser consultada aqui.


Outro tipo de remates tão ou mais importante, são os rufos. Eles são responsáveis pelo "fecho" do sistema e proteção à entrada de água. Podem ser executados em materiais menos nobres, como a chapa de aço lacada ou galvanizada, ou por materiais mais nobres, como o zinco ou cobre.


Existe ainda a necessidade de acautelar o aumento de espessura da fachada através de novas soleiras, frequentemente materializadas em pedra ou chapa lacada, com um desenho tal que impeça o desenvolvimento de "escorridos" na fachada.


Rufos de remate em zinco

Reforços em zonas frágeis


Uma fachada possui diversos locais que exigem atenção redobrada para prevenir a deterioração do sistema com fissuras, empolamentos ou infiltrações. Para isso existem acessórios e práticas construtivas que exigem especial atenção por parte dos projetistas, executantes e fiscais, nomeadamente:

- juntas de dilatação;

- cantos dos vãos;

- ligações entre materiais e elementos diferentes;

- perfurações e fixações;

- juntas de placas de isolamento térmico;

- cantos;

- locais acessíveis ao público;

- etc.


Rede de reforço nos cantos dos vãos

Proteção contra incêndio


Sendo a fachada um elemento contínuo, a utilização de materiais combustíveis na sua constituição representa um risco acrescido para o edifício e seus utilizadores.

Por isso, existe um conjunto de cuidados de caráter técnico com a utilização dos isolamentos térmicos, imperceptíveis após conclusão da execução do sistema, mas que terão um impacto significativo na obstrução à propagação do fogo pela fachada.


As principais preocupações incidem no sistema ETICS com isolamento em EPS, estando as principais recomendações europeias refletidas no documento Protection contre l’incendie des façades béton ou maçonnerie revêtues de systèmes d’isolation thermique extérieure par enduit sur polystyrène expansé (ETICS-PSE).


Resumidamente, os principais cuidados residem na execução de barreiras corta-fogo no isolamento térmico, constituídas por material ignífugo, como a lã de vidro.


Esquema da localização das barreiras corta-fogo ao longo da fachada de um edifício com mais de 3 pisos

Pretende-se com este artigo consciencializar-se os leitores para a importância de uma prescrição cuidada de um sistema de isolamento térmico pelo exterior (ETICS), assim como a importância de uma aplicação consciente das boas regras da arte, utilizando materiais e acessórios adequados.


Destacamento de ETICS (APFAC / LFC)







Fontes:

Apresentação Patologias de sistemas de isolamento térmico pelo exterior do tipo ETICS, da APFAC / LFC / FEUP;

Protection contre l’incendie des façades béton ou maçonnerie revêtues de systèmes d’isolation thermique extérieure par enduit sur polystyrène expansé (ETICS-PSE).



1.976 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo