Buscar
  • Catarina Gomes

Porque deve investir num Manual de Manutenção

Saiba porque cada vez mais condomínios estão a investir em Manuais de Diretrizes para manutenção preventiva


Após a construção / reabilitação de um edifício, os proprietários e habitantes podem experienciar um falso sentido de segurança devido às garantias de construção. Mas isso não isenta a necessidade de uma política de manutenção preventiva para salvaguardar o investimento.

São várias as causas que justificam a necessidade de intervenções periódicas além do envelhecimento natural: a má conceção e as deficiências relacionadas com a errada aplicação de materiais são preponderantes, evidenciando cada vez mais a importância das vistorias periódicas para apurar eventuais responsabilidades de correção.

Os processos de obras no condomínio caracterizam-se normalmente por consultas diretas a empreiteiros que apresentam soluções de diverso cariz técnico mas que nem sempre abrangem o edifício de forma integrada e coerente. A metodologia empregue, por norma, implica sobrecustos, e não significa necessariamente a resolução a longo termo.
Mais, a incorreta atuação em tempo útil pode levar ao agravamento dos problemas detetados pelos condóminos.

O serviço de peritagem técnica está a ganhar tração pois oferece soluções adequadas de intervenção preventiva e corretiva, tendo em conta as mais rigorosas normas técnicas e as necessidades observadas, garantindo dessa forma uma correta optimização e aplicação do investimento.



A Peritagem ao longo da vida do Edifício


A peritagem técnica permite o diagnóstico de todo o tipo de anomalias e/ou deficiências, funcionalidades e estado de conservação de infraestruturas no que respeita às patologias construtivas, a isolamentos térmicos e acústicos, a canalizações de águas e esgotos, a telecomunicações, instalações elétricas, instalações de gás e ventilação.
As inspeções podem ocorrer antes da reabilitação, durante o prazo de garantia, após e/ou aquando da construção/reabilitação de edifícios contíguos.

Durante a observação técnica são utilizados equipamentos tecnológicos de diagnóstico que asseguram a correta identificação e confirmação de eventuais problemas, a deteção da sua origem e o estudo de soluções de melhoria mais indicadas consoante materiais, localização e agentes influenciadores das patologias.
Dessa forma é possível evitar a perda de função ou redução do rendimento.



Uma boa política de manutenção significa manter ao longo do tempo as caraterísticas funcionais e estéticas inerentes ao edifício projetado. Apenas com uma manutenção preventiva é possível minimizar os custos inerentes à manutenção do edifício, procurando-se dessa forma limitar as necessidades de manutenção corretiva.

A manutenção dos edifícios deve ser baseada num conjunto de instrumentos. Eles são a recolha e sistematização da documentação Básica do Edifício; a elaboração de Plano de Manutenção Preventiva do Edifício; a elaboração de um Livro de Registo de Ocorrências, e a elaboração de Manuais de Utilização para administradores e moradores.


De seguida explicamos em que consiste cada um dos elementos supramencionados.


Documentação Básica do Edifício

A manutenção e gestão de um edifício implicam a recolha e a análise da documentação que serviu de suporte à construção do edifício, e dos vários elementos que compõem os diferentes sistemas do mesmo.

A sistematização desta documentação permite a caraterização completa do edifício bem como de todos os sistemas existentes no mesmo. Com base nesse conhecimento é possível delinear um plano correto e sustentável de manutenção.

Plano de Manutenção Preventiva

O plano de manutenção preventiva do edifício é o documento base da qualquer manutenção. Neste são descritas as ações necessárias e a periodicidade para a correta manutenção do Edifício.

Este plano tem como objetivo minimizar avarias, perda ou redução de função, bem como garantir o cumprimento das exigências legais.

Livro de Registo de Ocorrências

O livro de registo de ocorrências permite o registo de todas as ocorrências e informações relevantes à manutenção do edifício para posterior análise.

Permite a correta correção e o ajuste dos Planos de Manutenção Preventiva.




Manuais de Utilização

Os manuais de Utilização disponibilizam as informações necessárias, as regras e os cuidados a ter na utilização dos edifícios. Dessa forma os moradores podem ter práticas sustentáveis na utilização das infraestruturas bem como conhecer de antemão a frequência e o tipo de trabalhos de manutenção e prevenção a levar a cabo.

O manual de utilização vem assegurar ao longo do tempo a potencialidade do investimento e a durabilidade das soluções implementadas.


Para saber mais acerca dos serviços apresentados neste artigo poderá entrar em contacto com os técnicos da Add Building através do email geral@addbuilding.com ou do formulário.
28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo